sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Você tem as armas para dominar o seu dragão?



Um amigo muito próximo está com um problema maior do que ele pode lidar (neste momento, porque ele vai sair dessa!). A nossa tendência quando não conseguimos alcançar nossas próprias e loucas expectativas é nos frustrar e sentir raiva de nós mesmos, o que, na minha opinião, só piora as coisas.
Conversando com um psiquiatra, meu amigo levou para casa uma das falas mais sábias que já ouvi até hoje. Ele disse: "Não olhe o seu problema como algo que deve enfrentar, mas sim como algo que você deve se adaptar, se fundir, olhe como algo que aconteceu e que não vai te atrapalhar mais. Não é para matar o "dragão", é para fazê-lo dormir. se mata quando se tem armas".  
Achei isso fantástico, lindo e maravilhoso e dei um "tóin" em mim mesma após ler porque às vezes quero que as pessoas que eu amo consigam se livrar de seus problemas na porrada, como, por exemplo, P.A. e seu relacionamento tóxico.
Mas, a verdade é que não temos como matar o "dragão", mas temos como, aos poucos e suavemente, colocá-lo para dormir. Nem sempre temos as armas, então, querer como matá-lo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário